Famílias Quilombolas se cadastram em serviços sociais

As equipes da prefeitura vão à localidade cachoeirense de Monte Alegre para o atendimento aos moradores

A comunidade quilombola de Monte Alegre, localidade de Cachoeiro de Itapemirim, vai ter ainda mais acesso a serviços sociais oferecidos pelo poder público. Nesta terça-feira (7) e quarta-feira (8) as equipes que realizam o cadastro no CadÚnico vão atender, na região, aos moradores que ainda não se cadastraram. A localidade fica no distrito de Pacotuba.

Todos os dados vão para o Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico), e as famílias ganham então acesso a programas como Tarifa Social de Energia Elétrica, Minha Casa Minha Vida, Bolsa Família, Pronatec e Brasil Sem Miséria, entre outros.

A Secretaria Municipal Desenvolvimento Social permanece com suas equipes em Monte Alegre sempre das 9h às 16h, no centro comunitário local.

“As visitas às comunidades da área rural são uma importante ferramenta de democratização dos benefícios. Vamos facilitar o acesso das famílias aos serviços essenciais voltados, por exemplo, a alimentação, moradia e geração de renda, para atender a todos os moradores que se encaixam nos critérios do programa”, anuncia a secretária municipal de Desenvolvimento Social, Nilcéia Maria Pizza.

O CadÚnico para programas sociais é um instrumento de coleta de dados e informações com o objetivo de identificar todas as famílias de baixa renda existentes no município. É um sistema informatizado, disponibilizado pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) para estados e municípios.

Documentos necessários para o cadastro:
-Certidão de nascimento e/ou casamento
-Identidade (RG)
-Título de Eleitor
-CPF
-Carteira de Trabalho
-Último contra cheque – de todos que trabalham
-Comprovante de residência atualizado

De todas as crianças e adolescentes de até 17 anos:
-Certidão de nascimento
-CPF ou Título de Eleitor (obrigatório acima de 16 anos)
-Declaração escolar (de todos que estudam)